Entrevistamos a Cosplayer Dy Chan, acompanhe abaixo os detalhes da entrevista e conheça mais sobre esta cosplayer genial.

Sooqueinteressa: Fale um pouco sobre você.
Dy Chan: Hey! Meu nome é Daniela, mas todos me conhecem como Dy Chan, sou cosplayer brasileira desde que tenho 12 anos e moro em São Paulo, em Santos! Eu fiz anos de aula de teatro, patinação artística e fiz aulas de inglês e japonês.

Sooqueinteressa: O que te inspirou a começar a fazer Cosplay e qual foi o primeiro?
Dy Chan:  Minha inspiração começou com cosplayer estrangeiros que eu via na internet, era a época da febre do Death Note e eu escolhi o Matt para fazer, mas nunca levei esse cos pra eventos, fiz apenas umas fotos em casa, naquela época eu tinha muita vergonha.

Sooqueinteressa: Quando começou a fazer cosplay?
Dy Chan: Eu comecei com 12 anos, comprei peruca e a roupa em umas lojas com aquele dinheiro da merenda sabe. HUASHUAHU

Sooqueinteressa: Sofre ou já sofreu algum preconceito por ser cosplayer?
Dy Chan: Eu tenho muito medo disso. As pessoas que conhecem muito de games, animes, filmes e séries sempre foram muito de boas com isso, mas se eu sei que estou lidando com alguém que não é desse meio, eu nem falo pra não ouvir abobrinha! Eu tive um parente que chegou a dizer ao meu pai que “fazer cosplay é coisa de gente doente e maluca, gastar dinheiro com isso é um desperdício”, meu pai não é mega fã do que eu faço, por isso fiquei surpresa dele responder “Bom, a filha é minha e eu quem cuido dela.” Nada mais precisou ser dito!

Sooqueinteressa: Qual cosplay você ainda não fez e gostaria de fazer um dia?
Dy Chan: Eu tenho muitos cosplays de LOL que eu queria fazer, como Akali, Sivir.. mas também alguns cosplays masculinos de animes que eu via quando era mais nova. E claro algum cosplay de Shaman King que é a minha paixão!

Sooqueinteressa: Qual cosplay que você já fez que mais gostou?
Dy Chan: O cosplay que mais gostei de fazer foi a Fiora Diretora, é muito fácil de vestir, de me maquiar e consigo usar ele por muuuuito tempo.

Sooqueinteressa: Como seus pais reagiram quando você disse … vou fazer cosplay ?
Dy Chan: Eu nem disse, não contei nada! Comecei a fazer escondido, eles foram descobrindo devagar e no começo achavam tudo muito estranho, principalmente quando viam que eu fazia homens, rolava aqueles olhares feios, aquela má vontade, mas devagar eles foram percebendo que não é nada de mais e que fazer cosplay é algo bacana que eu me sinto bem, e eles querem que eu seja feliz e mais nada.

Sooqueinteressa: Quem produz suas roupas de cosplay?
Dy Chan: Eu não sou cosmaker, ou seja, eu não faço minhas roupas, mas eu conheço costureiras e amigos meus que me ajudam a fazer as armas, acessórios e a roupa. Não é por que eu não faço que não sou cosplayer, quem pensa que fazer a roupa é critério para ser cosplayer, sinto dizer que está fazendo cosplay pelos motivos errados!

Sooqueinteressa: Quais são seus planos para o futuro na área?
Dy Chan:  Eu ainda pretendo fazer muitos cosplays e principalmente conseguir viajar fazendo essa arte de me fantasiar dos personagens que eu amo, acho que meu maior sonho é poder viajar pelo Brasil mostrando o meu trabalho e quem sabe pro exterior, seria uma honra representar o Brasil!

Sooqueinteressa: O que você sente quando esta de cosplay, qual a emoção?
Dy Chan: É muita adrenalina, melhor do que eu me olhar no espelho e ver o personagem que eu adoro, é ver isso nos olhos das outras pessoas, ou com os sorrisos que recebo, vendo que não só apreciam o meu trabalho como percebem que eu dei tudo de mim pra ser aquele personagem. São muitas emoções misturadas.

Sooqueinteressa: Você sofre muito assédio do seu público em seus Cosplays?
Dy Chan: Infelizmente, é, eu sofro assédio de alguns homens, mas é uma minoria ridícula que não sabe se comportar na presença de uma mulher, infelizmente nem todo mundo tem a educação que recebemos e não podemos esperar que todos tenham o nosso bom senso. Já tentaram me apertar, me agarrar, já me jogaram cantadas, mas eu nunca deixo que isso passe batido e eu não permito que percam o respeito comigo, eu faço a pessoa passar vergonha alí mesmo se for preciso. Tem gente que só aprende quando sente na carne a vergonha. Já até parei de tirar foto por causa disso e não me arrependo, como costumam dizer não sou suas negas!

Sooqueinteressa: Já aconteceu algum fato engraçado em alguma apresentação?
Dy Chan: Eu não me apresento, só faço desfiles. Uma vez num desfile eu fui levantar a espada da Riven Coelhinha de Noxus no ombro e eu quase acertei a minha própria cara com a espada!

Sooqueinteressa: O que significa ser cosplayer pra você?
Dy Chan: Se vestir de um personagem que você queira. E só. Não importa se você não parece com o personagem, se não foi você que fez a roupa, se não era um personagem que você ama e você pegou a roupa emprestada, se você está fazendo só pela competição, se você está fazendo só pela diversão, nada disso importa. Basta que você esteja vestido como um personagem que você queria representar e se isso te faz feliz, você é cosplayer.

Sooqueinteressa: Que dica você daria para quem quer começar a fazer cosplay?
Dy Chan: Eu sei que dá vergonha no começo, mas seja forte! Leve seus amigos pra andarem no evento com você, treine poses para foto em casa! Se você não sabe como fazer, procure tutoriais na internet, procure cosmaker, conheça gente que já faz pra te dar umas dicas, mas corra atrás do que quer!

Sooqueinteressa: Deixe uma mensagem para seus fãs.
Dy Chan: Pra todo mundo que segue a minha página, OBRIGADA CLÃ <3 Ceis tem muita paciência com as besteiras que eu posto HUASUHAUH! Tamo junto aê, eu adoro vocês, obrigada por serem foda!

Facebook: Dy Chan

Instagram: Dy Chan